O que deves fazer antes de começar a investir

Neste artigo vamos falar sobre que cuidados ter antes de começar a investir. Uma boa preparação pode ajudar a prevenir que cometas erros. Portanto antes de começar a investir, deves pensar por exemplo na liquidez que queres ter, que diversificação vais fazer e saber qual a melhor altura para começar.

Antes de começar a investir é essencial que te prepares devidamente. Alguns aspetos dessa preparação já deves conhecer bem, mas é sempre bom recordar. Vamos primeiro falar de alguns aspetos básicos para depois entrar nalguns detalhes que também não podem ficar esquecidos.  

Paga as dívidas

Tens de ter as dívidas pagas. Normalmente compensa pagar as dívidas o quanto antes, porque estás a pagar juros. Há sempre exceções, mas pensa assim, se pagar a tua dívida te permite poupar dinheiro garantidamente, provavelmente compensa. A não ser que consigas ganhar mais ao investir esse dinheiro que irias utilizar para pagar a dívida, mas aqui esse ganho tem de ser garantido. E para ter rentabilidades elevadas, por norma, dificilmente será com produtos com taxa fixa.

E há outro aspecto a ter em conta neste tema. Caso tenhas uma dívida, por exemplo de um crédito pessoal ou automóvel, e queres comprar uma habitação recorrendo a crédito, os bancos podem dar-te condições menos favoráveis por já teres outra dívida. Portanto diria que na maioria dos casos, é melhor pagar as dívidas o quanto antes.

Ler sobre: Como pagar dívidas | 4 passos eficazes

Cria um fundo de emergência

Tens de ter um fundo de emergência criado. O fundo de emergência é uma quantia de dinheiro disponível para alguma emergência ou um imprevisto. Isto serve para situações inesperadas e o valor deve ser suficiente para cobrir as tuas despesas durante no mínimo 6 meses.

Isto dá-te uma segurança e uma estabilidade que é super importante para quem quer começar a investir o seu dinheiro. Porque quem investe, está exposto a risco. Por exemplo, o risco da queda do mercado, o que poderá desvalorizar o teu capital. Se tens todo o teu dinheiro investido, e se, no momento em o capital desvaloriza, por causa de uma crise económica por exemplo, precisas desse dinheiro para uma emergência, um arranjo qualquer, uma máquina de lavar nova, vais estar a perder dinheiro. Porque vais lá buscar o teu dinheiro desvalorizado.

Tens de evitar isto ao máximo. E ao teres um montante de lado para estas situações, um fundo de emergência, evitas perder capital.

Ler sobre: Tudo sobre o Fundo de Emergência

Descobre o teu perfil de investidor

Outra coisa que tens de saber antes de começar a investir é o teu perfil de investidor, porque os produtos onde vais investir, têm de estar alinhados com o teu perfil. Por norma, os perfis de investidor dividem-se em três grupos: os Conservadores, os Moderados e os Dinâmicos. E para cada um destes perfis, existem escolhas de produtos mais alinhadas e menos alinhadas.

Por exemplo, um perfil conservador, não gosta de produtos arriscados, gosta de produtos de taxa fixa e tem um horizonte temporal mais curto. E o dinâmico já é o oposto. Ou seja, uma pessoa com um perfil conservador, à partida não irá investir em produtos arriscados como criptomoedas, forex, P2P lending, etc.

Ler sobre: Descobre o teu perfil de investidor

Define qual é a liquidez que queres

Outro aspecto fundamental, quando falamos em investimentos, tem a ver com a liquidez. Tens de saber qual é a liquidez que queres ter antes de começar a investir, para adaptar a escolha dos investimentos a isso. Liquidez é a facilidade de um ativo ser transformado em dinheiro (sem perdas significativas no seu valor).

E portanto, quando investimos o nosso dinheiro, temos de analisar a liquidez dos produtos. Por exemplo, se colocas as tuas poupanças num depósito a prazo, não podes mexer no dinheiro durante um determinado período de tempo. Isso é um produto com pouca liquidez. E então, a escolha do tipo de ativo onde vais investir vai depender da tua necessidade de liquidez. 

Para saber a tua necessidade de liquidez, coloca-te perguntas como:

  • Que grandes despesas vou ter no próximo ano?
  • E daqui a 5 anos? (Estou a pensar comprar casa? Comprar um carro?
    Mudar de emprego? Ter filhos?)
  • Que tipo de despesas vou ter nos próximos 10 e 20 anos que requerem
    liquidez?

Ao analisar a liquidez, deves olhar não só para a possibilidade de recuperar o teu dinheiro, mas também se essa escolha é a mais segura. Por exemplo: investiste numa propriedade imobiliária, e tens então uma parte do teu capital preso lá, até venderes o imóvel. Isto pode levar semanas, meses. Ou seja, não é muito líquido. Mas mesmo que pudesses até vender de um dia para o outro, é um investimento sensível à volatilidade do mercado, tal como a bolsa de valores. Se o mercado cai, até podes vender rapidamente, mas por menos dinheiro. Então nestes casos, mesmo que até possas recuperar o dinheiro rapidamente (e no caso da bolsa, até quase de forma imediata, ou de um dia para o outro) pode não ser a opção mais adequada, porque poderás estar a perder dinheiro.  

Garante uma boa diversificação

A diversificação do teu capital por vários produtos diferentes, de certo modo diminui o risco. E porquê? Porque se um dos produtos estiver a desvalorizar, os outros poderão compensar a perda, mas para isso é preciso fazer uma diversificação tendo em conta vários aspetos.

De forma muito simples, podes optar por fazer uma diversificação entre produtos mais arriscados, com rentabilidades variáveis, e produtos menos arriscados, com taxa fixa. E tem que haver um balanço entre arriscar e optar pelo mais seguro. Porque ao arriscar aumentamos a possibilidade de ter retornos mais elevados, e ao optar pelo seguro, garantimos que parte do nosso capital não se perde. Com uma boa diversificação de produtos na carteira conseguimos este balanço. 

Ler sobre: Como diversificar o capital por diferentes produtos financeiros

Qual a melhor altura para começar?

Uma pergunta que se calhar já te passou pela cabeça, se queres começar a investir é, se é uma boa altura para começar. E se soubéssemos qual a melhor altura para começar se calhar já estaríamos todos ricos!

A meu ver é impossível prever qual a melhor altura para investir. Por norma, quando os mercados estão em baixo, conseguimos comprar mais barato. Mas quem te garante que amanhã os mercados não vão baixar ainda mais? Não é? Então, será melhor investir já hoje, ou esperar? Mas se esperares, podem também voltar a subir.

Ou seja, no fundo isto é especulação… Por isso é que eu prefiro optar pela estratégia Dollar Cost Averaging e ir investido regularmente (umas vezes comprando mais caro, outras vezes mais barato) em vez de fazer Market Timing em que tentamos fazer essa tal previsão do mercado.

A verdade é que, mais importante que definir qual a melhor altura para começar, é começar! Quanto mais tempo esperas, mais tempo demoras a receber o rendimento dos teus investimentos.
A meu ver, compensa mais gastar tempo na preparação e a estudar sobre investimentos, do que ver se é ou não a melhor altura para investir. Já diziam os chineses, O melhor momento para plantar uma árvore foi há 20 anos atrás; o segundo melhor momento é agora.

Prepara-te bem antes de começar a investir!

A preparação é realmente muito importante e se queres começar a investir, já tens aqui uma checklist de coisas a fazer antes de começar.

Bons investimentos!

Responder

O seu endereço de email não será publicado.